Morre Steve Jobs

Você sabe o que aconteceu hoje, só que há 4 anos atrás?

Steve Paul Jobs falecia em decorrência de um cancêr pancreático leve, que não foi tratado corretamente. Diagnosticado 8 anos antes, Jobs decidiu que buscaria a cura através de tratamentos alternativos.

No campo pessoal, Steve Jobs, não sabia lidar com as pessoas, rejeitou por alguns anos a própria filha, mentiu para amigos sobre o valor de trabalhos feitos por ambos, se envolveu com drogas e vendeu ilegalmente a caixa azul, que permitia ligações internacionais gratuitas. Apesar do erro que custou a sua vida e também de todos os outros problemas, Steve Jobs era um visionário, e sabia entregar para o mundo coisas que as pessoas nem imaginavam que queriam.

As ideias brilhantes de Jobs começam com a tipografia aplicada aos primeiros computadores. Não importa se você está lendo esse texto de um celular ou um computador, a letra e o jeito que ela aparece na tela só é possivel por conta do cuidado com detalhes tipográficos que Steve Jobs tinha. Já nesse período, computadores Macintosh contavam com uma excelente tipografia, interface gráfica, que a Microsoft só conseguiu reproduzir efeitos iguais 11 anos depois, e também um computador que falava. A mistura de design e engenharia, marca registrada da Apple, empresa qual ele fundou, era claramente vista já no Macintosh. Mesmo com um produto tão revolucionário ele foi "demitido" de sua própria empresa.

Com a sua saída da Apple, Jobs comprou a divisão de animação digital da Lucas Film, chamada de Graphics Group responsável na criação dos softwares de computação gráfica e que pertencia a George Lucas. A Graphics Group, foi rebatizada como a junção de Pixels e Art, formando seu nome atual e muito bem conhecido, Pixar. Steve, aparece como produtor de filmes que fez parte da infância de muita gente: Toy Story, Bug's life (Vida de Inseto), Monsters Inc (Monstros S.A), para citar alguns deles. Além de filmes revolucionários no cinema, Jobs criou a Next, empresa que produzia computadores para universidades e desses computadores, foi possível o desenvolvimento da web.

Mais tarde Steve Jobs retornou a Apple e mudou inda mais algumas indústrias e o mundo. No campo da música, desenvolveu o iTunes, que facilitava a cópia de CD's para computadores. Criou o iPod, que tinha como slogan "1000 músicas em seu bolso" e sincronizava as músicas no iTunes. Com o apelo das gravadoras para que a venda de CD´s fosse salva, Steve negociou criando um novo mercado através da iTunes Store.

Steve Jobs lançou também o que talvez tenha sido a sua maior revolução. Com a junção de um projeto paralelo dentro da Apple, em que se desenvolvia telas de toque capacitivas, diferentes das telas de toques que dependiam de uma caneta Stylus, desenvolveu-se o que foi chamado de iPod telefone ou o que conhecemos como iPhone. Isso mudou toda a indústria de celulares e smartphones.

O último lançamento de Jobs antes de sua morte, foi uma outra revolução no mercado de computadores. O mercado já existia, mas era com produtos feios e ruins de usar, adaptações mal-feitas de computadores que chamavam de tablets. Rodando o sistema iOS, e já em desenvolvimento antes mesmo do iPhone, era lançado o iPad. Segundo a biografia autorizada, Steve ainda queria revolucionar as televisões, o sistema de ensino e a forma que usamos relógio. Esses foram os últimos lançamentos da Apple.

05/10/2011

Comentários