Morre Roland Garros

No dia 5 de outubro de 1918 falecia o pioneiro da aviação francesa, Roland Garros.

Aos 18 anos, Garros ingressa na prestigiosa escola de comércio HEC, com o objetivo de se tornar um poderoso homem de negócios. Na escola, entra para o clube de ciclismo e mostra seu talento vencendo algumas competições. Aos 20 anos, resolve começar um curso de pilotagem aérea para conseguir o brevê de aviador. Rapidamente, ele se mostra um piloto brilhante. Começou a disputar diversas corridas áreas em monoplanos, mostrando seu talento.

Teve uma breve passagem pelo Brasil onde ensinou pilotagem em São Paulo, e junto com Eduardo Pacheco Chaves, realizou a primeira viagem aérea São Paulo-Santos-São Paulo. Também ficou conhecido, por ter efetuado a primeira travessia aérea sem escalas do Mediterrâneo em 7h53m.

Com o começo da primeira grande guerra, porém, foi incorporado às unidades de caça da força aérea francesa junto com seus amigos aviadores. Em 1914 foi apanhado pela primeira vez como prisioneiro e teve que trabalhar em um campo de concentração em Zossen, na Alemanha. Esta prisão trouxe grande prejuízo para a Tríplice Entente, lado que a França defendia no confronto. Isto porque Garros havia desenvolvido uma tecnologia de ataque durante o voo, que foi aperfeiçoada por Anthony Fokker, engenheiro aeronáutico holandês a serviço dos alemães.
Em fevereiro de 1918 conseguiu fugir para a Holanda, mas após oito meses, apenas três semanas antes do fim do conflito mundial, o aviador foi capturado nos arredores de Koblenz e morto por uma esquadrilha alemã antes de completar 30 anos.

Foi enterrado em Vouziers, nas Ardenas, onde um monumento foi erguido em sua homenagem. Roland Garros passou a dar nome ao maior complexo do esporte na França e ao torneio de tênis que acontece todos os anos, conhecido mundialmente.

05/10/1918

Comentários