Morre Ariano Suassuna

No dia 23 de julho de 2014, falecia aos 87 anos o poeta, dramaturgo e romancista brasileiro Ariano Suassuna.

Além de ser um ícone na literatura, Suassuna foi secretário da Cultura de Pernambuco (1994-1998) e secretário de Assessoria do governador Eduardo Campos até abril de 2014, ele era um grande defensor da cultura nordestina no Brasil. Ariano nasceu em João Pessoa, como era filho do atual governador do estado, João Suassuna, teve seus primeiros anos no Palácio da Redenção, sede do executivo paraibano.

A partir de 1942 após a morte de seu pai, passou a morar em Recife, onde ele próprio se considerava pernambucano e torcedor fanático do Sport. Formou-se em Direito e junto com Hermilo Barbosa Filho, fundou o Teatro do Estudante Pernambucano.

Em 1955 escreveu a peça que o projetou em todo o país e que foi considerada como o texto mais popular do moderno teatro brasileiro, Auto da Compadecida. Peça que depois foi adaptada para uma minissérie na TV e Globo em 2000 foi para o cinema, sendo uns dos filmes nacionais mais vistos.

Em 2002 foi tema de enredo no carnaval carioca na escola de samba Império Serrano e em 2008, foi novamente tema de enredo, agora da escola de samba Mancha Verde no carnaval paulista. Ariano Suassuna ocupou a cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras de 1990 até o dia de sua morte.

23/07/2014

Comentários