O impressionante cometa Hale Bopp

No deia 23 de julho de 1995, foi descoberto foi um dos maiores cometas observados no século xxe um dos mais brilhantes da segunda metade do século XX. Pôde ser contemplado a olho nu durante 18 meses, quase o dobro do tempo do Grande Cometa 1811.

Trata-se do Hale Bopp.

Descoberto a uma grande distância do Sol, criando-se desde logo uma grande expectativa de que este seria um cometa muito brilhante quando passasse perto da Terra. O brilho de um cometa é algo muito difícil de prever com exactidão, mas o Hale-Bopp superou todas as expectativas quando atingiu o perélio a 1 de abril de 1997. Foi denominado o Grande Cometa de 1997.

A sua passagem deu origem a alguma preocupação e receio por parte da população, uma vez não eram observados cometas com estas características havia várias décadas. Surgiram inclusive rumores de que uma grande nave extraterrestre estaria no seu encalço, o que levou a um suicídio em massa entre os seguidores da seita Heaven´s Gate.

O cometa foi descoberto por dois observadores independentes, Alan Hale e Tomas Bopp, ambos nos Estados Unidos.

Alan Hale passara centenas de horas procurando novos cometas sem sucesso. Realizava uma busca sistemática por cometas conhecidos em Cloud croft, Novo México, quando, no dia 23 de julho de 1995, descobriu um objecto brilhando a uma magnitude de 10,5, perto do enxame globular Messier 70, na constelação 70 de Sagittarius, pouco depois da meia-noite Hale, numa primeira análise, certificou-se que não existiria nenhum objéto de céu profundo perto de M70, tendo depois consultado um directório de cometas conhecidos, levando-o à conclusão de que nenhum objecto conhecido estaria nesta parte do céu. Uma vez confirmado que o objecto estava em movimento em relação às estrelasde fundo, enviou um e-mail para uma entidade responsável pela divulgação e confirmação de descobertas astronómicas.

Por sua vez, Thomas Bopp não possuía telescópiopróprio. Durante uma confraternização com amigos, enquanto observava o céu com o telescópio de um deles, deparou-se com um objecto que parecia não estar catalogado nos seus atlas celestes. Quando confirmou que não existiam outros objectos de céu profundo nas proximidades de M70, contactou o Central Bureau for Astronomical Telegrams por telegrama. Na manhã seguinte, confirmou-se realmente tratar-se de um novo cometa, nomeado de Hale-Bopp, com a designação C/1995 O1. A descoberta foi anunciada pelaCircular IAU 6187 da União astronomica internacional.

O Hale-Bopp tornou-se visível a olho nu durante o Verão de 1997, e ainda que o seu brilho se tivesse reduzido consideravelmente na última metade daquele ano, os cientistas continuavam optimistas em relação à possibilidade de que se tornaria muito brilhante. Em Dezembro de 1996 estava demasiado perto do Sol (devido à posição orbital da Terra) para poder ser observado, mas quando reapareceu em Janeiro de 1997 já era suficientemente brilhante para que qualquer pessoa que olhasse para o céu o pudesse observar, inclusive nas grandes cidades, cujos céus se encontram, geralmente, fortemente afectados pela poluição luminosa.

Em 9 de Março, um eclipse na Mongólia e Este da Sibéria permitiu aos observadores nestas regiões observar o cometa em pleno dia.

Nessa altura, a Internet era um fenómeno em crescimento, e numerosas páginas web que acompanhavam o progresso do cometa e que forneciam imagens diárias a partir de vários locais do mundo tornaram-se muito populares. A Internet desempenhou um papel fundamental, até essa data sem precedentes, ao alimentar o interesse público no fenómeno Hale-Bopp.

O cometa voltará ao Sistema Solar interno dentro de 2 380 anos.

Comentários