O Hino Nacional Brasileiro é oficializado.

No dia 6 de setembro de 1922, o decreto decreto 15.671, oficializou a letra do Hino Nacional Brasileiro. O Hino Nacional Brasileiro é um dos quatro símbolos oficiais da República Federativa do Brasil juntamente com a bandeira nacional, as armas nacionais e o selo nacional. O Hino tem letra de Joaquim Osório Duque Estrada e melodia de Francisco Manuel da Silva, que tinha apenas 27 anos de idade na ocasião da composição.

A melodia foi composta em 1822 (ou provavelmente no decorrer de 1823) para comemorar a independência do Brasil e na verdade recebeu mais de uma letra. Uma das letras fazia alusão à abdicação da coroa de Dom Pedro 1 em sete de abril de 1831 (o chamado hino sete de abril). Após a proclamação da república abriu-se concurso para oficialização de um novo hino. O hino composto por Leopoldo Miguez venceu, mas Marechal Deodoro, cedendo às manifestações populares, não permitiu a alteração do hino. Sendo assim, o hino composto por Francisco Manuel da Silva permaneceu e o composto por Leopoldo Miguez foi oficializado como o Hino da Proclamação da República.

A letra (poema) que temos hoje, surgiu em 1909 depois de criação de uma comissão e novo concurso vencido por Joaquim Osório Duque Estrada. A letra sofreu alterações em 1916 e em 21 de agosto de 1922, o então presidente Epitácio Pessoa, por meio de decreto (n.º 4.559 de 21 de agosto de 1922) adquiriu a letra por cinco contos de réis de forma definitiva. No dia 6 de setembro do mesmo ano o hino foi oficializado.

A partir de 22 de setembro de 2009, o hino nacional brasileiro tornou-se obrigatório em escolas públicas e particulares de todo o país. Ao menos uma vez por semana todos os alunos do ensino fundamental devem cantá-lo. O Hino ainda é executado na abertura de sessões cívicas, nas cerimônias religiosas de caráter patriótico e antes de eventos esportivos nacionais e internacionais.

Comentários