Thomas Edison

Você sabe o que aconteceu hoje, só que há 84 anos?
No dia 18 de outubro de 1931 falecia Thomas Edson, inventor norte-americano, considerado um dos maiores inventores de todos os tempos.
Thomas Alva Edison nasceu em Milan, no estado de Ohio, no dia 11 de fevereiro de 1847.
Aos 7 anos, deixou de frenquentar a escola, porque seu professor não aguentava um menino que não parava quieto e fazia muitas perguntas. Nos anos seguintes recebeu educação de sua própria mãe, que era professora, o que o ajudou a estudar o que realmente gostava - ciências.
Interessante é que uma das maiores invenções acústicas - o fonógrafo e o microfone de carbono - foram desenvolvidas por Thomas Edson que era parcialmente surdo. Não se sabe ao certo como ele desenvolveu a surdez. Mesmo assim, pelo visto, não usou essa limitação como desculpa para deixar de fazer o que gostava.
Sim , ele tinha uma mente inquieta, que o fez registrar mais de 2 mil patentes. Algumas de suas invenções sobreviveram até nossos dias como por exemplo, as estrada de ferro eletromagnéticas, câmera cinematográfica, bateria de carro elétrico, embalagem a vácuo, rodas de borracha e a sua mais conhecida invenção: a lâmpada elétrica incandescente.
Apesar de tantas idéias serem usadas para o benefício das pessoas, uma delas manchou a trajetória de Thomas Edson: a cadeira elétrica. Edison realizou uma campanha para desestimular o uso da corrente alternada, que era defendida por Westinghouse e Nikola Tesla, onde passou a divulgar notícias de acidentes fatais com corrente alternada, isso tudo para demonstrar que a corrente alternada era mais perigosa que o sistema de Edison de corrente contínua. Edison se opunha à pena de morte, mas seu desejo de rebaixar o sistema de corrente alternada o levou a inventar a cadeira elétrica.
Thomas Edison morreu devido a complicações causadas por diabetes em sua casa, Glenmont, no Estado americano de Nova Jérsei; ele está enterrado atrás dessa casa.
É de sua autoria a frase: " um gênio é formado por 1 por cento de inspiração, e 99 por cento de transpiração".

Comentários