Elisé Deroche - 1ª mulher a voar sozinha

No dia 22 de outubro de 1909, Elisé Deroche se torna a primeira mulher a fazer um voo sozinha.

Elisé Léontine Deroche nasceu em Paris em 1882. Gostava de esportes desde criança, e também de motocicletas e automóveis. Mais tarde se tornou atriz, o que a tornou mais conhecida pelo seu nome artístico de Raymonde de Laroche.

Em 1908, Wilbur Wrigt fez uma demonstração de voo motorizado em Paris. Isso motivou Elisé a querer aprender voar por si mesma.

Em outubro de 1909, Elisé pediu a Charles Voisin, seu amigo aviador e construtor de aviões, para ensiná-la a voar. Em 22 de outubro de 1909, ela foi encontrar com seu amigo na base de operações dos irmãos Voisin em Chalons, a 140 km à Leste de Paris. O avião de Voisin só permitia um único tripulante, sendo assim, ela operava o avião enquanto ele ficava em terra dando instruções.

"Elisé nunca tinha voado antes, exceto uma vez como passageiro" - escreveu décadas depois o jornalista de aviação Harry Harper. Por isso, no seu "treino", Voisin a proibiu expressamente de tentar voar. Mesmo assim, após taxiar duas vezes ao longo do aeroporto, Elisé decolou, voando de 3 a 4 metros de altura e "manipulando os controles" com 'precisão e frieza', efetuando um voo de 270 m.

O voo de Elisé é citado como o primeiro de uma mulher numa máquina voadora motorizada mais pesada que o ar; existem evidências de que duas outras mulheres: P. Van Pottelsberghe e Thérèse Peltier voaram no ano anterior com Henri Farman e Delagrange. Ela também foi a primeira mulher no mundo a obter uma licença de piloto e, sem seguida, a primeira mulher a fazer um voo solo em 8 de março de 1910.

Em 25 de novembro de 1913, Elisé ganhou a Coupe Femina do Aéro-Club de France por um voo de longa distância sem escalas de mais de 4 horas de duração.
Durante a Primeira Guerra Mundial, quando voar era considerado muito perigoso para mulheres, ela serviu como motorista, conduzindo oficiais das zonas seguras até as frentes de batalha sob fogo.
Em Junho de 1919, Elisé estabeleceu dois recordes de altitude para mulheres, um de 4.800 m; e também o recorde de distância para mulheres de 323 km.

Em 18 de julho de 1919, Elisé chegou ao aeroporto de Le Crotoy no Norte da França, como parte de seu plano de se tornar a primeira mulher piloto de teste profissional. Ela atuou como copiloto de um avião experimental; em sua aproximação para o pouso, o avião entrou em mergulho e caiu, matando ambos os tripulantes. Hoje, existe uma estátua de Elisé Deroche no Aeroporto de Le Bourget, na França.

22/10/1909

Comentários