O desastre aéreo de Munique

No dia 6 de fevereiro de 1958, ocorreu o acidente de aviação no vôo BE 609 da empresa Britânica British European Airways, que levava jogadores e dirigentes do Manchester United, mais jornalistas e alguns adeptos, se despenhou numa tempestade de neve quando tentava descolar pela terceira tentativa do aeroporto de Munique.

Foi provado que a causa no acidente não foi falha nos motores, mas sim uma camada de neve derretida na pista, que causou a desaceleração da aeronave, não dando assim capacidade da mesma levantar voo. Ficou provado também que Munique tentou escapar de uma culpa, culpando unicamente o comandante Tain, que pilotava a aeronave. Munique omitiu depoimentos, culpando assim o comandante. Onze anos depois o comandante Tain, juntamente com o governo Britânico consegue provar a falha na pista. Munique, porém, nunca reconheceu o erro.

O Manchester retornava de Belgrado onde tinha jogado com o Estrela Vermelha de Belgrado para a Liga dos Campeões da UEFA e tinha parado em Munique para reabastecer.

Faleceram 8 jogadores no acidente mais 15 pessoas entre jornalistas, tripulacao e outras pessoas a bordo.
Seis jogadores sobreviveram, e do acidente 8 sobreviventes estão vivos até hoje.

Comentários